Passeio na Amazônia: Manaus

postado em: Passeios | 3

IMG_0070A Amazônia é um lugar deslumbrante, com uma riquíssima flora e fauna, e muita água.. Apesar da beleza do lugar, poucos brasileiros arriscam o passeio. No “hotel de selva” onde ficamos éramos os únicos hóspedes brasileiros. Tinha canadense, chinês, sueco, australiano, inglês, etc., mas brasileiro, só a gente..

Vou dividir minhas fotos (e filmagens) em 4 partes: Manaus, Rios Negro e Solimões, hotel e arredores, e natureza.

Manaus é uma cidade que podia estar melhor organizada. Logo quando você chega o que chama a atenção é o aeroporto meio bagunçado (está em reforma para 2014 – mas considerando que muitos turistas visitam a cidade, devia estar pronto há uns 2 mil anos atrás, não?). Depois dessa má impressão, vem os taxistas manauaras, que parecem todos irregulares, só que não, são desorganizados mesmo (carro preto, descaracterizado, sem taxímetro).

Manaus é cortada por dezenas de canais que podiam muito bem embelezar a cidade, mas infelizmente – aparentemente – são todos poluídos. Para os turistas, o único registro claro de sua presença é o mal cheiro. Uma pena.

Os manauaras que se cuidem. A zona franca não existe mais, na verdade o que restou é mais um cartel legalizado de sonegação de impostos, que gera pouquíssimos empregos (e que está na mira do governo). Comprar qualquer coisa barata na cidade é ilusão. A cidade é tomada por barraquinhas onde o povo vende de tudo (nada especializado, porém): parece uma grande 25 de Março.

Se não tem indústria, não tem agricultura, não tem pecuária, então Manaus vai viver do quê?

Muito provavelmente o turismo é a resposta, mas precisam cuidar muito mais da cidade para competir com outros destinos aqui mesmo do Brasil. Não deve ser por outra razão que praticamente não encontramos turistas brasileiros (essa é uma afirmação relativa, claro). Esse negócio de “selva amazônica” está ficando meio que “prá inglês ver”. Mas até isso tem limite.

O estrangeiro chega naquele porto em Manaus, vê aquele monte de lixo, um monte de gente nas ruas, e ainda por cima nada é barato (os caras estão vendendo tacacá – que se compra a R$ 3 em Belém – por R$ 13!!!!! É uma cumbuquinha cheia de líquido. Uma latinha de cerveja no boteco mais copo sujo lá perto do teatro = R$ 5!!), talvez ele considere não sair de seu país, pelo menos não com esse destino novamente.

Se não cuidar da natureza e construir uma cidade bonita, limpa, com serviços de primeiro mundo, pode ser que os amazonenses sofram no médio/longo prazo.

Por outro lado, em um espaço muito limitado no centro da cidade fica o famoso Teatro Amazonas, aquele que foi construído na época das vacas gordas do ciclo da borracha. Muito bonito, por dentro e por fora, além de ficar numa pracinha prá lá de simpática. Nós já gostamos da construção, e prá melhorar pegamos uma apresentação da sinfônica de Manaus tocando Carmina Burana: belíssimo.

Manaus :: Rios Negro e Solimões :: Hotel de Selva :: Amazônia

Comentários

comentários

3 Responses